2011

Após recolher muito conteúdo viajando,
começou a trabalhar na primeira academia de Parkour no Brasil, a TRACER.

FOTO-1

Na sequência dos acontecimento revolucionários deste ano, foi convidado à participar do Art of Motion, uma competição de “Parkour” patrocinada pela Red Bull. Convite impertinente pra quem viveu e cresceu com a filosofia livre e sem competições. Um desvio de caminho, após tanta dedicação. Zico aceitou a ajudar na realização do evento com intensão de apaziguar os conflitos entre competições e filosofia. Buscou o local adequado para o evento e montou uma apresentação artística. Entraram em acordo de que em algum momento seria passada a mensagem sobre a filosofia do Parkour no evento… porém a organização impediu a apresentação, descumprindo a palavra.

FOTO-5

Uns 5 dias antes do evento o lado furioso e instintivo que havia tomado uma rasteira, levantou com energia e força bolando um planejamento de ação para se infiltrar no evento. Havia o momento certo, pessoas, ações tudo sob controle para acontecer o movimento. Edi Santana puxou os mascarados contornando a segurança e barreiras do local, subindo na pista com outros praticantes: Ettore, Bruno Nelo Caravlho, Guga a Rua, Bacoman, Thiago Yamashita, Priscila Magalhães, Marcello Dominichelli. Rafael Dantas sendo uma figura comum sem mascara, foi por último incentivando o pessoal a subir também. Aquilo deu o que falar…

Zico havia participado de outros protestos em São Paulo naquela mesma época.

A revolta gastou muita energia…

… e foi diminuindo cada vez mais as pessoas do Parkour que estavam indo nos protestos, até que teve um dia em que Zico já não encontrava mais ninguém.

Aguarde as novas edições!